Espermatozóides produzidos por Mulheres!!!!

Cientistas da Universidade de Newcastle (Inglaterra), conseguiram criar espermatozóides primitivos tendo utilizado células-base embrionárias. A pretensão dos cientistas é conseguir converter a medula óssea feminina em esperma.

Esta descoberta pode abrir as portas para que os casais lésbicos tenham a possibilidade de gerar filhos biológicos de ambas.

Ainda vai correr muito tinta na abordagem desta descoberta mas é um avanço extraordinário. Para aprofundar a notícia ler aqui.

Anúncios
por estrelaminha Publicado em geral


O gaydar existe!!!!

Quantas vezes em conversas com amigas se fala em quem tem o gaydar mais apurado ou não, e se basta olhar para uma foto para detectarmos se a pessoa x ou y é lésbica ou gay.

No que a mim diz respeito considero-me afortunada neste “dom”, raramente falho. No entanto, não foi para falar do meu apuradíssimo gaydar que decidi abordar este tema, mas sim para transmitir que cientistas da Universidade de Medford comprovaram que nós, seres humanos que entendemos do assunto, demoramos apenas uma fracção de segundo para adivinhar correctamente a orientação sexual das pessoas.

Aqui têm um teste engraçado para fazerem (nada de batotas).

por estrelaminha Publicado em geral


PARABÉNS!!!!!

Sabendo que não tens conhecimento deste blogue, sabendo que não o vais ler, não deixo de transmitir o que me vai na alma neste dia.

Parabéns meu filho por mais um aniversário, por seres quem és, pelas alegrias que me vais dando, por me preencheres e por toda a energia que me transmites.

AMO-TE.

por estrelaminha Publicado em geral


Nobel da Paz defende direitos de gays e lésbicas


Al Gore divulga vídeo onde diz que “gays e lésbicas quando se apaixonam deveriam ter momentos de felicidade e não de discriminação”.

por estrelaminha Publicado em geral



Documentário lésbico eleito para Óscar







Freeheld é um documentário de curta-metragem que venceu alguns festivais de cinema.

Acompanha os últimos momentos de vida da Tenente Laurel Hester. A Laurel está a morrer vítima de cancro e quer deixar todos os seus bens para a companheira Stacie.

A Justiça diz que Laurel não o pode fazer , pois elas não são marido e mulher. Após passar a vida inteira dedicada à justiça pelas pessoas, Laurel (veterana Tenente em Nova Jersey) inicia uma batalha pela própria justiça.

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas divulgou na passada terça-feira dia 22 que este documentário está entre os eleitos à 80ª edição do Óscar na categoria de Melhor Documentário de Curta-metragem, cerimónia que se irá realizar a 24 de Fevereiro.

Espero muito francamente que a mensagem não fique em saco roto, que tenham a sensibilidade necessária para ver que as pessoas são livres de optar pelo que querem fazer da própria vida e que parem com o sofrimento de quem já sofre com os problemas do dia-a-dia.

por estrelaminha Publicado em geral


Definitivamente as séries lésbicas sairam do armário!!!






A minha amiga Artemis enviou-me um email para eu visualizar uma série espanhola que se intitula Chica busca Chica. Narra as histórias pessoais e sentimentais de um grupo de amigas lésbicas. A vida quotidiana, trabalho, amores, ilusões e fracassos. Raparigas que procuram raparigas, que procuram amor, que tentam encontrar-se e encontram… muitos problemas.

Está bastante engraçada, predispõe bem, cada episódio tem uma duração de aproximadamente 10 minutos e já vai no décimo sexto episódio.

Hoje descobri uma nova produção. O primeiro episódio tem como data prevista dia 4 de Fevereiro e ao que tudo indica não será apenas mais uma.Trata-se de 3 Way cujo enredo aborda a história de uma actriz heterossexual que ao divorciar-se vai morar com a melhor amiga, que é lésbica.

O assunto não seria tão atractivo se não estivéssemos a falar de uma história baseada na vida real de Maeve Quinlan, a actriz que interpreta a mãe controladora de Spencer da consagrada série South of Nowhere. Tudo começou quando Maeve decidiu contar a história vivenciada por ela a Nancylee Myatt (roteirista e produtora de South of Nowhere). A partir daí ambas começaram a trabalhar em 3 Way e por falta de patrocinadores resolveram transmiti-la inicialmente pela internet.

Inicialmente, porque as senhoras já estão atrás de parcerias com importantes redes televisivas. Temos que aproveitar enquanto é online.

Os capítulos terão duração de aproximadamente 7 minutos e serão protagonizados pelas actrizes Maeve Quinlan (Siobhan), Jill Bennett (Andrea), Cathy Shim (Roxie) y Maile Flanagan (Geri).

por estrelaminha Publicado em geral


Soldado lésbica vence processo em Inglaterr
a

Kerry Fletcher de 31 anos foi assediada por um seu superior que notem bem disse à soldado que a conseguia curar e ela nem imaginava o que estava a perder por ser lésbica (valha-nos Deus valha)!!!!

O processo decorria no Tribunal de Trabalho de Leeds e foi movido pela sargenta contra o Ministério de Defesa por discriminação sexual.

Miss Fletcher ganhou ontem a sua alegação de discriminação sexual e discriminação em razão da orientação sexual.

A notícia está aqui com todos os seus pormenores, tudo o que a senhora teve que passar pela sua assumida homossexualidade, danos morais e materiais.

Kerry Fletcher iniciou a carreira militar em 1996 e foi a primeira mulher a desfilar pela Guarda da Tropa Real.

Mulher de armas, só é de lamentar que tenha passado um mau bocado, mas este é o Mundo em que vivemos, verdade?



por estrelaminha Publicado em geral



COMPROVADO: Vive-se em harmonia

Estudos realizados nos Estados Unidos através do Instituto Rockway revelam:

“Casais lésbicos são os que convivem melhor juntos”.

A informação foi divulgada no site americano GenQ News, seguida de uma declaração do director executivo do Instituto, Jay Green.

“A flexibilidade dos papéis e uma divisão equitativa das tarefas do lar bem como o cuidado com os filhos, são as características que mais diferenciam os casais gays e lésbicos dos heterossexuais”, revela Green.

Segundo ele, apesar de muita coisa ter evoluído, nas relações heterossexuais a maior carga de responsabilidades fica com as mulheres (e de que maneira!) e se a isto somarmos a falta de entendimento entre os distintos sexos, tudo parece propício para que as discussões se aflorem.

As investigações do Instituto Rockway asseguram também que na “guerra dos sexos” as mulheres ganhariam este ranking. Isto porque os casais lésbicos apresentam mais estabilidade e melhor relação familiar.

Em segundo lugar da pesquisa ficaram os casais gays e em terceiro os casais heterossexuais.

De louvar estes estudos e que venham sempre a público.

É sempre benéfico para toda a comunidade glbt que transpareça para a nossa sociedade esta imagem positiva e verdadeira.

por estrelaminha Publicado em geral

We Want More

Nas minhas pesquisas diárias, encontrei um sketch publicitário que adorei!

É certo que é hetero, mas achei imensa piada.

Vaginas a gritar, we want more, we want more, está um must!!!

Aqui para quem quiser espreitar.

por estrelaminha Publicado em geral



Jornal Chinês aborda homossexualidade

O jornal chinês China Daily, o maior do país em língua inglesa, surpreendeu todos nesta segunda-feira, dia 14 de Janeiro, com uma reportagem sobre homossexualidade e uma fotografia de dois homens chineses a beijarem-se.

A publicação da reportagem em questão é considerada um grande avanço, já que o jornal é mantido pelo Partido Comunista e o país, que considerava até 2001 a homossexualidade uma doença mental, experimenta há poucos meses um sinal de abertura para se tratar de temas como este.

A reportagem, publicada tanto no jornal impresso como na sua versão online, reúne entrevistas com três homossexuais chineses: Tong Ge, de 57 anos, Ruo Zhe, de 33 anos, e uma lésbica que não teve o nome divulgado.

Vamos lá, que isto aos poucos vai atracar a bom porto ;-).

por estrelaminha Publicado em geral