Marge Simpson beija amiga

03_mhb_cult_simpsonsNo ar desde 1989, “Os Simpsons” são sem dúvida a série de animação mais polémica de todos os tempos. Isso ficou mais uma vez comprovado ontem, com a exibição de um episódio onde a esfuziante Marge Simpson beija a amiga Lindsay Neagle, uma executiva de TV.

No episódio intitulado “How The Test Was Won” (Como a Prova foi Vencida, na tradução literal), Marge beija a amiga em plena sala, sob o olhar incisivo do marido Homer Simpson.

A cena é, na verdade, fruto da imaginação criativa (e insana) de Homer, que fica em pânico e imagina coisas terríveis que poderiam acontecer com a  família após saber que o seu seguro de vida está vencido.

Via Dykerama

Pesquisa americana diz que aumentou o número de personagens gays nas séries

Advogado bem-sucedido de 35 anos e chefe de cozinha bonitinho e callie-torres-and-erica-hahn-kiss1desinibido assumem um romance e tudo bem. Duas meninas trocam beijos e carícias e tudo bem. Tudo bem natural. Nas séries americanas, a presença de personagens gays tem crescido nos últimos anos, como comprova uma pesquisa feita pela Gays & Lesbians Alliance Against Defamation (Glaad). Segundo a organização, 2,6% dos personagens são LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgéneros), contra 1,1% do ano passado. O destaque é para Kevin Walker (Matthew Rhys) que, em “Brothers and sisters”, assume seu amor por Scotty (Luke MacFarlane). Mas também há exemplos em “Ugly Betty”, “The L World”, “Damages”, “Desperate housewives”, “Entourage”, “House”, “Greek”, “Dirty sexy money”, “ER”, “Gossip girl”, “Grey’s Anatomy” e “Lipstick jungle”, A pesquisa analisou mais de seis mil horas de programação no horário nobre americano, de Junho de 2007 a Maio de 2008. E não é somente o número de personagens gays que tem vindo a  crescer. A outra boa notícia é que a aceitação do público melhora a olhos vistos.

Quando lésbicas, gays, bissexuais e transgéneros são retratados de maneira fiel na TV, corações e mentes são transformados. Em 1989, patrocínios do programa “Thirtysomething” foram cancelados depois que foi para o ar uma cena de dois homens a compartilhar a cama. Agora, em “Brothers and sisters”, Kevin e Scotty  beijam-se e ninguém fala nada. Avançamos bastante – comemora Neil Giuliano, presidente da Glaad.

In Parada Lésbica